‘Disparo silencioso’: como empregadores e trabalhadores podem abordar esta última tendência de negócios

'Disparo silencioso': como empregadores e trabalhadores podem abordar esta última tendência de negócios

Ultimamente, as plataformas de mídia social estão cheias de memes, histórias e postagens sobre “quieto sair” — e a FOX Business relatou sobre isso extensivamente.

É quando os funcionários fazem o mínimo no trabalho, realizando apenas as tarefas atribuídas – e nem um pouco mais.

Agora, uma nova tendência está surgindo relacionada à dinâmica do escritório – e é chamada de “disparo silencioso”.

O que é disparo silencioso?

Aqui está o conceito de “demissão silenciosa” em poucas palavras: os empregadores podem intencionalmente tornar a vida de trabalho diária de seus funcionários mais difícil na esperança de que essas pessoas eventualmente desistam.

COM A TENDÊNCIA DE ‘DESISTIR SILENCIOSA’ DO LOCAL DE TRABALHO, OS GERENTES DEVEM SER PROATIVOS, ATENTOS

Disse Peter “PJ” Jackson, CEO da Bluescape em San Francisco, “‘Despedimento silencioso’ é quando os empregadores procuram ativamente tornar as condições de trabalho miseráveis ​​ou desinvestir tempo, recursos ou oportunidades de seus funcionários – em última análise, empurrando [those] trabalhadores a se demitirem em vez de demiti-los imediatamente.”

“Disparo silencioso” é a última palavra da moda no local de trabalho. É quando os empregadores intencionalmente tornam a vida profissional de seus funcionários mais difícil na esperança de que esses indivíduos desistam. (iStock/iStock)

As motivações para o “disparo silencioso” podem variar, desde simplesmente não gostar de alguém até uma infinidade de outras razões, de acordo com especialistas em emprego.

“Vi gerentes ‘demitindo silenciosamente’ sua equipe”, disse Stacie Haller, especialista em carreira da ResumeBuilder, com sede em Boston, à FOX Business.

“Eles fazem isso por muitas razões”, continuou ela.

Isso inclui “suas [own] comportamento de confronto”, disse ela. “Mas muitos gerentes fazem isso para que o empregado saia – e então a empresa não tem que pagar o desemprego.”

DESAFIO DE CARREIRA EM 2022: COMO VOCÊ DEVE LIDAR COM UM COLABORADOR PREGUIÇOSO?

Ela também disse que os gerentes podem buscar uma “demissão silenciosa” por razões relacionadas à percepção.

Ela disse que os chefes “podem querer parecer que estão dando ao funcionário a chance de se envolver mais” ou parecer que estão dando à pessoa um plano de desempenho viável. No entanto, eles “em última análise, querem que o funcionário deixe o cargo”, disse Haller.

note que demite um funcionário

Se os funcionários acreditam que são o alvo de uma “demissão silenciosa”, eles devem considerar pedir ao chefe uma reunião para chegar à raiz do problema. (iStock/iStock)

Um gerente pode tirar um papel de liderança em reuniões, mudar ou negar trabalho ou horas remotas e promoções e aumentos, ela disse – e “geralmente fazem [the employee] não se sinta parte da equipe.”

Como o ‘disparo silencioso’ pode prejudicar as empresas americanas?

Haller acredita que a demissão silenciosa pode prejudicar as empresas e sua reputação se os funcionários forem demitidos de forma passiva-agressiva.

Como quase todos os setores foram atingidos pela Grande Demissão ou demissões, uma mentalidade passivo-agressiva pode custar recursos e dinheiro às empresas americanas.

“Os funcionários estão procurando comunicações diretas e honestas com seus gerentes – e ter uma cultura de agressão passiva prejudica todos os envolvidos”, disse ela.

“Outros funcionários podem ficar preocupados, não entendendo totalmente a situação, e [this] pode criar ansiedade entre a organização.”

GESTÃO DO TEMPO: COMO SER MAIS PRODUTIVO NO TRABALHO

Além disso, como quase todos os setores foram atingidos pela Grande Demissão ou demissões, uma mentalidade passivo-agressiva pode custar recursos e dinheiro às empresas americanas.

“Não é nenhum segredo que contratar e treinar é caro, tanto em custo quanto em tempo”, disse Jackson, de San Francisco.

trabalhando em casa

Se os funcionários perceberem que estão “caindo na armadilha de serem demitidos discretamente, recomendo fortemente que conversem cara a cara com o chefe, de preferência pessoalmente se estiverem no escritório, mas em excesso se estiverem ainda remoto”, disse um e (iStock/iStock)

“As empresas estão procurando ser estratégicas para onde estão alocando recursos”, ela também disse.

“As organizações e líderes que podem ‘hackear’ esses pontos não apenas economizarão custos na atração de talentos e no desenvolvimento de habilidades, mas também serão configurados para competir melhor em todo o setor”.

Como os funcionários podem combater o problema?

Se os trabalhadores acreditam que são o alvo de uma situação de “disparo silencioso”, eles devem considerar pedir a seus gerentes uma reunião para chegar à raiz do problema.

“Um empregador que tenha uma mentalidade focada nas pessoas fará com que seja uma prioridade ouvir seus funcionários e garantir que todos se sintam apoiados e felizes no trabalho”.

“Se os funcionários perceberem que estão caindo na armadilha de serem demitidos discretamente, recomendo fortemente que conversem pessoalmente com seu chefe ou gerente antes que as coisas piorem”, Leslie Tarnacki, vice-presidente sênior de recursos humanos. da WorkForce Software em Bloomfield Hills, Michigan, à FOX Business.

PENSANDO EM DEIXAR SEU TRABALHO? TALVEZ TENTE ‘REINVENTAR-SE’ NO TRABALHO PRIMEIRO

Essa reunião deve ser “preferencialmente presencial se eles estiverem no escritório, mas pelo Zoom se ainda estiverem remotos”, disse Tarnacki.

A mulher senta-se na mesa de entrevista

Os funcionários podem discutir seu valor com um empregador e expressar como estão se sentindo no trabalho e transmitir suas preocupações, disse um especialista. (iStock/iStock)

Ter essas discussões, disse Tarnacki, pode permitir que os funcionários coloquem tudo na mesa.

Eles podem expressar como estão se sentindo, transmitir suas preocupações, discutir sua carga de trabalho (se é muito ou muito pouco) e compartilhar quaisquer preocupações relacionadas ao esgotamento ou outros problemas.

DESAFIO DE CARREIRA: VOCÊ DEVE MANTER-SE EM CONTATO COM SEU TRABALHO QUANDO ESTÁ DE FÉRIAS?

Os funcionários também podem discutir seu valor e por que acham que merecem uma promoção ou aumento de salário — e muito mais.

(Os momentos de algumas dessas discussões são críticos, pois muitas grandes empresas têm uma época do ano definida em que os gerentes podem discutir ou receber promoções, aumentos ou bônus, observam os especialistas em emprego.)

OBTENHA NEGÓCIOS FOX EM MOVIMENTO CLICANDO AQUI

“É importante lembrar que os empregadores que têm uma mentalidade focada nas pessoas terão como prioridade ouvir seus funcionários e garantir que todos na organização se sintam apoiados e felizes no trabalho”, disse Tarnacki.