O Evento Carrington: A maior tempestade solar registrada na história

his illustration shows a coronal mass ejection (CME) blasting off the Sun’s surface in the direction of Earth. Two to four days later, the CME cloud is shown striking and beginning to be mostly deflected around the Earth’s magnetosphere. The blue paths emanating from the Earth’s poles represent some of its magnetic field lines.

Em 1859, o astrônomo britânico Richard Carrington viu uma explosão de luz branca na superfície do Sol. Este foi o Evento Carrington, como os cientistas agora o chamam, e é a maior tempestade solar já registrada. Ela estava ligada a extraordinárias auroras – as luzes do norte e do sul – que eram visíveis no céu perto dos pólos e do equador, em todos os lugares, do Canadá à Austrália. A enorme explosão solar também causou interrupções elétricas de Paris a Boston.

Embora o Evento Carrington possa parecer histórico, há muitas preocupações sobre o que poderia acontecer se um evento tão poderoso quanto – ou ainda mais poderoso que – o Evento Carrington ocorresse. Terra Hoje, agora que a humanidade é muito mais dependente da eletricidade.